06/03/2017

O DISCURSO QUE NÃO FOI

Moonlight: Sob a luz do luar (Moonlight) ganhou três prêmios Óscares na última edição dos Prêmios da Academia de Hollywood, incluindo o de Melhor Filme. Como todos sabem, primeiro disseram ser La La Land - Cantando Estações (La La Land) o ganhador, depois comunicaram que o erro fatal deu-se por um engano e uma troca de envelopes com o resultado, finalmente revelaram o nome do filme que de verdade tinha levado o prêmio. Há uns dias, o diretor Barry Jenkins publicou o discurso que tinha preparado para falar se tivesse subido primeiro no palco: “Eu e Tarell (Alvin McCraney) somos Chiron. Nós somos esse garoto. E quando você assiste a Moonlight, não imagina que um garoto que cresceu como e onde nós crescemos realizaria uma obra de arte que pudesse ganhar um Óscar. Repeti muito isso, e tive de admitir que fui eu quem estabeleceu essas barreiras a mim mesmo. Eu me neguei esse sonho. Não foi você, nem outra pessoa: fui eu. Assim, qualquer pessoa que vir e se identificar conosco, faça disso um símbolo e uma reflexão que o leve a amar a si mesmo. Porque fazer isso pode ser a diferença entre sonhar e, de alguma maneira através da graça da Academia, realizar sonhos que você nunca se permitiu ter. Muito amor.”

 

Design by BUPPIT
Subscrever Newsletter